Hangout Entrevista Renato Botelho: O futuro do pfSense

Para aqueles que usam, ou gostariam de começar a usar o pfSense, indico o seguinte Hangout, uma conversa com Renato Botelho, também conhecido como Garga, que falo um pouco sobre experiências dele, e sobre o futuro do projeto.

Um bate papo muito descontraído, mas falando assuntos importantes do mundo pfSense.

Share
Colocado em FreeBSD OpenSource por Tasca. Comentários desativados

Instalar client Oracle no Debian

Instalar libaio1

apt-get install libaio1

Instalar Alien, programa para converter rpm para deb

apt-get install alien

Download Oracle RPM packages

Download oracle pacotes RPM http://www.oracle.com/technetwork/topics/linuxx86-64soft-092277.html

oracle-instantclient11.2-basiclite-11.2.0.2.0.x86_64.rpm
oracle-instantclient11.2-devel-11.2.0.2.0.x86_64.rpm

Converter pacotes rpm para deb

alien oracle-instantclient11.2-basiclite-11.2.0.1.0-1.x86_64.rpm
alien oracle-instantclient11.2-devel-11.2.0.1.0-1.x86_64.rpm

Instalar pacotes Debian

dpkg -i oracle-instantclient11.2-basiclite_11.2.0.1.0-2_amd64.deb
dpkg -i oracle-instantclient11.2-devel_11.2.0.1.0-2_amd64.deb

Configure o sistema operacional para procurar bibliotecas Oracle, executando o seguinte comando.

echo /usr/lib/oracle/11.2/client64/lib ## /etc/ld.so.conf.d/oracle.conf

ldconfig

Instalar pacotes PHP

apt-get install php5-dev php-pear

Instalar oci8 usando PECL

pecl install oci8

Configure ORACLE HOME …

instantclient,/usr/lib/oracle/11.2/client64/lib

Configure arquivo /etc/php5/apache2/php.ini

Adicionar a linha extension=oci8.so depois de [OCI8]

[OCI8]
extension=oci8.so

Configure arquivo /etc/php5/cli/php.ini
Configure igual /etc/php5/apache2/php.ini

Restart apache2

/etc/init.d/apache2 restart

Share
Etiquetas: , , , , , , , , , ,
Colocado em Linux OpenSource por Tasca. Comentários desativados

Atualizar FreeBSD para versão Stable

Primeiramente tem que instalar o cvsup:

# cd /usr/ports/net/cvsup-without-gui/
# make install clean

Depos disso, altere o arquivo /usr/share/examples/cvsup/stable-supfile:

default release=cvs tag=8_3
default host=cvsup.br.FreeBSD.org

Entre na pasta do source do FreeBSD:

# cd /usr/src/

E agora baixe o source:

# csup /usr/share/examples/cvsup/stable-supfile

Agora construa o mundo:

# make buildworld

Agora vamos compilar o kernel, se quiser, faça as alterações no arquivo /usr/src/sys/amd64/conf/GENERIC ou copie para outro nome e edite o arquivo copiado e após isso, vamos compilar ele:

# make buildkernel

E agora vamos instalar o kernel compilado:

# make installkernel

Após isso, vamos instalar o novo mundo criado:

# make installworld

Pronto, só reiniciar o FreeBSD que já vai estar com o novo kernel e o FreeBSD atualizado pronto para uso.
Share
Etiquetas: , , , ,
Colocado em FreeBSD por Tasca. Comentários desativados

GRUB no FreeBSD

Pequeno tutorial de como instalar e colocar para funcionar o Grub em um FreeBSD.

Primeiramente você deve instalar o Grub, fazendo isso com o comando abaixo:

pkg_add-r grub2

Preparando a estrutura dos diretórios:

cd /boot
mkdir grub
cd grub
touch grub.cfg

No arquivo grub.cfg, adicionar as seguintes linhas:

set timeout = 3
set default = “0″
menuentry “FreeBSD 8.3″ {
insmod ufs2
set root = (hd0, 1)
chainloader 1
}

set root = (hd0, 1)

Configuração feita, para que o FreeBSD esteja no Disco 1, na primeira partição.

set root = (hd0, 3)

Agora sendo que continua no disco 1 mas agora na terceira partição.
Um exemplo feito de como alterar essas opções.

Copie os arquivos para o lugar correto (/boot/grub):

cp-Rf /usr/local/lib/grub/i386-pc /boot/grub

Antes de efetuar a instalação do grub no disco MBR deve ser autorizado o FreeBSD a substituir o MBR.
Se não fizer isso, o FreeBSD não será capaz de instalar o grub no MBR.

sysctl kern.geom.debugflags = 16

Feito isso, vamos instalar o Grub.

grub-install /dev/ad0

Se tudo ocorreu bem, a mensagem a seguir será mostrada:

Installation finished. No error reported.

E assim, finalizamos a instalação do Grub2 no FreeBSD.

 

 

Share
Etiquetas: , , , ,
Colocado em FreeBSD por Tasca. Comentários desativados

Converter caixa de email Mailbox para Maildir

Converter caixas de email do Mailbox para o Maildir de uma forma bastante simples, com apenas um comando conforme mostrado abaixo:

./perfect_maildir.pl path_to_Maildir/ < mbox

Baixe a ferramenta aqui.

www.beersd.com.br/downloads/perfect_maildir.pl

Abaixo alguns exemplos de tempo que foi levado para converter as contas, é claro, que o desempenho depende muito do hardware que tem no servidor.

  • Debian GNU/Linux - Migração de cerca de 300 imap mailboxes (7Gb) levou cerca de 1 hora.
  • FreeBSD - Migração de 19000 qpoppers accounts (5Gb) cerca de 2h30.

 

Share
Etiquetas: , , , , , , , , ,
Colocado em FreeBSD Linux por Tasca. Comentários desativados

Instalação FreeBSD 8 passo a passo

O FreeBSD é um sistema operacional livre do tipo Unix descendente do BSD desenvolvido pela Universidade de Berkeley.

Está disponível para as plataformas Intel x86, DEC Alpha, Sparc, PowerPC e PC98 assim como para as arquiteturas baseadas em processadores de 64bits IA-64 e AMD64.

O FreeBSD fornece compatibilidade binária com muitas outras variações do Unix. O mesmo também é compativel com o OS GNU/Linux. A razão por trás disso está em poder utilizar programas desenvolvidos para Linux, geralmente comerciais, que só são distribuídos em forma binária e que por isso não podem ser portados para o FreeBSD sem a vontade de seus criadores.

Este post foi retirado do site http://www.remontti.com.br/blog/archives/639, todo crédito pela criação do post e das imagens vai para ele.

Vamos a instalação…

Continuar a Ler Instalação FreeBSD 8 passo a passo »

Share
Etiquetas: , , , , , , , ,
Colocado em FreeBSD por Tasca. Comentários desativados

Fazer Dump Mysql só dos dados ou apenas da estrutura do Banco

Para exportar apenas a informação duma base de dados em MySQL usamos o seguinte comando:

mysqldump -u admin -pPASSDADB --no-create-info nome_da_db > ficheiro_insert.sql

Em que admin e PASSDADB é o user e password da nossa base de dados (nome_da_db);
–no-create-info é o parâmetro que exclui toda a informação de criação de tabelas;
ficheiro_insert.sql é o nome do ficheiro .sql que irá ser gerado pelo comando.
Por vezes o parâmetros –extended-insert é usado para aumentar a compatibilidade com o esquema.

Para exportar apenas a estrutura ou esquema da base de dados usamos o comando:

mysqldump -u admin -pPASSDADB -d nome_da_db > ficheiro_estrutura.sql

A diferença neste caso é parâmetro -d.

Para importar esses ficheiros para a base de dados pela linha de comando usamos não o comando mysqldump mas o comando mysql:

mysql -u admin -pPASSDADB nome_da_db < ficheiro_estrutura.sql

Se a base de dados não existir podemos cria-la pela linha de comandos da seguinte maneira:

echo "create database Nova_BD" | mysql -u admin -pPASSDADB

 

Share
Etiquetas: , , , , , , , , ,
Colocado em OpenSource por Tasca. Comentários desativados

Instalar RoundCube no FreeBSD

roundcubeUm tutorial passo a passo sobre como instalar Roundcube no FreeBSD

Roundcube é um cliente de webmail popular. Este é provavelmente por causa de sua interface de usuário agradável. Roundcube requer um banco de dados para executar ele, essa é a maior diferença em relação ao seu “concorrente” Squirrelmail. Neste tutorial, vamos utilizar um banco de dados MYSQL para fazer funcionar o Roundcube.

Como um usuário de FreeBSD podemos instalar Roundcube do Ports.

Nota: Antes de começar, se você executar a instalação abaixo o Roundcube vai instalar também o Apache, PHP, MySQL,  que não é desejável. Eu sugiro fortemente que você tenha esses serviços instalados e funcionando corretamente antes de executar a instalação do Roundcube.

Como root:

cd /usr/ports/mail/roundcube/ && make install clean

Adicione o seguinte ao seu arquivo httpd.conf para que possamos acessar Roundcube através de um navegador:

Alias /roundcube “/usr/local/www/roundcube/”

<Directory “/usr/local/www/roundcube”>
Options Indexes FollowSymLinks
AllowOverride All
Order allow,deny
Allow from all
</Directory>

Reinicie o apache:

apachectl restart

Como mencionado antes, Roundcube precisa de um banco de dados para executar. Você pode criar um você mesmo ou criar um muito rápido, seguindo as poucas opções de linha de comando do MySQL abaixo:

# mysql -u root -p

Digite a senha do usuário root do MySQL quando solicitado. Na linha seguinte substituir “user” com o nome de usuário que você gostaria de usar com o banco de dados Roundcube e “password” com a senha que você gostaria de usar com o banco de dados Roundcube:

mysql> connect mysql
mysql> create database roundcubemail;
mysql> GRANT ALL PRIVILEGES ON roundcubemail TO ‘user’@'localhost’ IDENTIFIED BY ‘password’;
mysql> FLUSH PRIVILEGES;
mysql> GRANT ALL PRIVILEGES ON roundcubemail.* TO ‘user’@'localhost’ IDENTIFIED BY ‘password’ WITH GRANT OPTION;
mysql> FLUSH PRIVILEGES;
mysql> exit

Com o banco de dados criado, precisamos ajustar o arquivo de configuração do Roundcube conforme abaixo:

cd /usr/local/www/roundcube/config
vi db.inc.php

Procure a seguinte linha:

$rcmail_config['db_dsnw'] = ‘mysql://roundcube:pass@localhost/roundcubemail’;

 

Substituir “Roundcube” com o nome de usuário que você digitou quando criou o banco de dados MySQ. Também trocar o “pass” com a senha que você digitou quando criou o banco de dados MySQL.

O próximo passo é opcional. Você pode configurar Roundcube para que ele não peça o nome do servidor Imap cada vez que você entrar, ou você pode deixar em branco, para que cada usuário preencha isso:

cd /usr/local/www/roundcube/config
vi main.inc.php

Procure a seguinte linha:

$rcmail_config['default_host'] = ‘ ‘;

E insira o número IP do seu servidor IMAP:

$rcmail_config['default_host'] = ‘xxx.xxx.xxx.xxx’;

Finalmente, precisamos importar a estrutura de banco de dados padrão para Roundcube:

d /usr/local/www/roundcube/SQL
mysql -u user -p database < mysql.initial.sql

Acesse o Roundcube de seu navegador http://endereço/Roundcube ou http:/www.yourdomain.com/roundcube.

Official Roundcube Site

Share
Etiquetas: , , , , , , ,
Colocado em FreeBSD por Tasca. Comentários desativados

Instalação de courier imap e courier pop3 no FreeBSD 8

Esta página descreve o processo de instalação do servidor IMAP no FreeBSD 8.

Requisitos:

  • Postfix instalado e configurado.

Instalação:

cd/usr/ports/mail/courier-imap;
makeconfig

Escolha a opção para AUTH_VCHKPW

make deinstall reinstall;

Configuração:

Execute os comandos a seguir para garantir que os serviços vão começar automaticamente na proximo vez que você o sistema.

echocourier_imap_imapd_enable=\"YES\" >> /etc/rc.conf
echocourier_authdaemond_enable=\"YES\" >> /etc/rc.conf

Inicie os servidores digitando:

/usr/local/etc/rc.d/courier-imap-imapd start
/usr/local/etc/rc.d/courier-authdaemond start

Verifique se o serviço está instalado e funcionando:

netstat-a | grepimap
#should return
tcp4       0      0  *.imap                 *.*                    LISTEN
tcp6       0      0  *.imap                 *.*                    LISTEN

Teste a instalação:

telnet localhost 143
Trying 192.168.0.16...
Connected to 192.168.0.16.
Escape character is '^]'.
* OK [CAPABILITY IMAP4rev1 UIDPLUS CHILDREN NAMESPACE THREAD=ORDEREDSUBJECT THREAD=REFERENCES SORT QUOTA IDLE ACL ACL2=UNION STARTTLS] Courier-IMAP ready. Copyright 1998-2010 Double Precision, Inc.  See COPYING for distribution information.
. login root@dev.silverflix.com xxx
. OK LOGIN Ok.
. list "" "*"
* LIST (\Unmarked \HasNoChildren) "." "INBOX"
. OK LIST completed
. status INBOX (messages)
* STATUS "INBOX" (MESSAGES 0)
. OK STATUS Completed.
. logout
* BYE Courier-IMAP server shutting down
. OK LOGOUT completed
Connection closed by foreign host.

Se você encontrar quaisquer problemas verifique os logs:

tail -f /var/log/maillog

Iniciar o serviço do courier como pop:

/usr/local/etc/rc.d/courier-imap-pop3d start

Colocar para iniciar automaticamente:

echo courier_imap_pop3d_enable=”YES” >> /etc/rc.conf

Share

Instalação de Apache, MySQL, PHP, e phpMyAdmin no FreeBSD

Esse post irá descrever como instalar e configurar o Apache, MySQL, PHP e phpMyAdmin no FreeBSD para desenvolvimento web básico local. Uma vez configurado, você vai ser capaz de usar o seu servidor “AMP” para fazer o desenvolvimento web, teste de código, manter cópias locais de seus sites, entre outras coisas.

Os softwares discutido neste post estão disponíveis gratuitamente. As versões de software discutidos neste post são as seguintes:

  • FreeBSD 9.1-RELEASE
  • apache22-2.2.23_3
  • mysql-server-5.5.29
  • php5-5.4.10
  • php5-extensions-1.7
  • phpMyAdmin-3.5.5

Primeiramente, você deverá efetuar o download e extrair a arvore do ports.

portsnap fetch
portsnap extract

Se a coleção de ports já está instalado, certifique-se de atualizá-lo:

portsnap fetch update

Feito isso, vamos começar instalar e configurar os serviços, lembrando que os comandos descritos abaixo, deverão ser executador com o usuário root.

Instalando o Apache

Navegue até a pasta onde ele está, e efetue a instalação dele.

cd /usr/ports/www/apache22
make install clean

Após a instalação do apache, adicione a seguinte linha ao seu /etc/rc.conf para que seu apache inicie automaticamente.

echo 'apache22_enable="YES"' >> /etc/rc.conf

Para iniciar o apache, você deverá executar o seguinte comando:

/usr/local/etc/rc.d/apache22 start

Feito isso, seu servidor apache já estará funcionando, e ao abrir o navegador com o endereço do seu servidor, abrirá uma página com a seguinte mensagem: “It Works.”

Instalando o MySQL.

Vamos até a pasta aonde encontra-se o mysql no ports, e efetue a instalação.

cd /usr/ports/databases/mysql55-server
make install clean

Adicionar a seguinte linha ao seu /etc/rc.conf:

echo 'mysql_enable="YES"' >> /etc/rc.conf

E para iniciar o serviço do Mysql:

/usr/local/etc/rc.d/mysql-server start

Agora por segurança, vamos adicionar uma senha ao usuário root do Mysql:

/usr/local/bin/mysqladmin -u root password 'your-password'

Instalar o PHP

A seguir, vamos instalar o PHP. Antes de prosseguir, no entanto, precisamos adicionar uma opção de configuração para que o PHP compile junto com sua instalação o suporte para o servidor Apache. Comece com os seguintes comandos:

cd /usr/ports/lang/php5
make config

Abrirá um menu, com varias opções, você deverá marcar a opção “Build Apache module”. Agora sim, vamos instalar o PHP.

make install clean

Agora vamos adicionar as extensões necessárias para que o PHP possa trabalhar com outros serviços. Vamos adicionar suporte para MySQL e MySQLi (uma interface melhorada para o MySQL), a fim de se comunicar com o servidor MySQL.

cd /usr/ports/lang/php5-extensions/
make config

Após adicionar suporte para o Mysql e MysqlI, vamos instalar o php5-extensions:

make install clean

Instalando phpMyAdmin

phpMyAdmin é um Aplicativo Web desenvolvido em PHP para administração do MySQL pela Internet. A partir deste sistema é possível criar e remover bases de dados, criar, remover e alterar tabelas, inserir, remover e editar campos, executar códigos SQL e manipular campos chaves. O phpMyAdmin é muito utilizado por programadores web que muitas vezes necessitam manipular bases de dados.

Vamos instalar ele pelo ports, na seguinte pasta:

cd /usr/ports/databases/phpmyadmin/
make config

Dentro do make config, você deve se assegurar que tanto o “MYSQL M (DB_connect): suporte ao PHP MySQL via mysql client” e “mysqli M (DB_connect) PHP com melhor suporte ao cliente MySQL” estão selecionados, em seguida, prosseguir com a instalação:

make install clean

Configuração:

Agora que temos os pacotes necessárias instalado é hora de configurá-los. Primeiro, vamos criar o arquivo /usr/local/etc/php.ini que é aonde fica as configurações do PHP. A maneira mais simples de fazer isso é copiar o arquivo /usr/local/etc/php.ini-development, que irá adicionar as configurações padrão para novas instalações do PHP. Esta configuração é adequada para fins de desenvolvimento, mas não necessariamente para fins de produção. Se os seus planos incluem um servidor de produção, em seguida, entre outras coisas, antes de coloca-lo on-line com o seu site, você deve considerar consultar as recomendações em: http://php.net/manual/en/security.php.

cp /usr/local/etc/php.ini-development /usr/local/etc/php.ini

Agora vamos configurar o Apache. Abra o arquivo /usr/local/etc/apache22/httpd.conf e edite a seguinte linha:

DirectoryIndex index.html

Adicionando o seguinte:

DirectoryIndex index.html index.htm index.php

Agora, adicione as seguintes linhas ao final do arquivo para suportar arquivos PHP tão como o phpMyAdmin, que normalmente é instalado fora da raiz do servidor apache. Nota: se você optou por não instalar o phpMyAdmin, então você só precisa adicionar as duas linhas AddType:

  AddType application/x-httpd-php .php
AddType application/x-httpd-php-source .phps
  Alias /phpmyadmin "/usr/local/www/phpMyAdmin"
<Directory "/usr/local/www/phpMyAdmin">
Options None
AllowOverride None
Order allow,deny
Allow from all
  </Directory>

Como um passo opcional, se você gostaria de adicionar suporte a vários idiomas para o Apache, descomente a seguinte linha:

Include etc/apache22/extra/httpd-languages.conf

Em seguida, abra as configurações de idioma file /usr/local/etc/apache22/extra/httpd-languages.conf e adicionar a seguinte linha ao final do arquivo:

AddDefaultCharset On

E agora restart Apache e o Mysql:

/usr/local/etc/rc.d/apache22 restart
/usr/local/etc/rc.d/mysql-server restart

Concluímos assim, a instalação e configuração de um servidor Apache, suportando php e mysql com a interface de administração de mysql phpmyadmin rodando em um FreeBSD.

Share
Etiquetas: , , , , , , , , , ,
Colocado em FreeBSD por Tasca. Comentários desativados
Follow

Get every new post on this blog delivered to your Inbox.

Join other followers: